#79 Bárbara do Ó

08 agosto, 2017


Bárbara desde pequena que tinha o 'bichinho' da moda e das revistas. Fez as malas, seguiu para Barcelona para estudar design de moda e no regresso trabalhou com a revista Parq, Playboy e o programa Curto Circuito da Sic Radical. Agora cumpriu mais um dos seus planos: trabalhar como stylist em nome próprio.

Se este fosse o teu perfil de uma rede social o que escreverias na área 'Sobre ti’?
Fashion stylist Lisboeta com uma costela Minhota.

Ires para Barcelona foi o empurrão que precisavas para deixares o 'bichinho' da moda sair do guarda-roupa?
Sim, sem dúvida, fui para Barcelona com a intenção de trabalhar em moda. Na altura não sabia bem o quê, mas durante o tempo que lá estive e todas as experiências que vivi ajudaram-me a escolher o meu caminho.

Em styling para publicidade também recebes briefings? 
Sim! Há sempre um briefing quando o trabalho me é passado. 

No teu percurso profissional tiveste oportunidade de trabalhar em agência. O lado comercial das marcas não diminuiu o fascínio pela moda?
Hummm... pelo contrário, por ter convivido de perto com as marcas percebi que o meu lugar era no outro lado, fazer mesmo o styling. Percebi que seria mais feliz se seguisse outro caminho.

O que é que não pode faltar num guarda roupa?
A tua personalidade.

Criares a tua própria marca de roupa poderá ser uma hipótese?
Já surgiram várias hipóteses disso acontecer, mas eu acredito que tudo acontece por uma razão e por isso ainda não segui por esse caminho.

Podem encontrá-la aqui: 
100 days of women © 2017