#67 Raquel Lima

27 julho, 2017


Trabalhou como Engenheira Florestal durante 13 anos mas apaixonou-se pelos segredos do chocolate, e aquilo que inicialmente era um hobby transformou-se na Pedaços de Cacau. Raquel abraçou o empreendedorismo e os prémios nacionais e internacionais não param de chegar. 

Se este fosse o teu perfil de uma rede social o que escreverias na área 'Sobre ti’?
Bem... Tendo em conta a realidade das minhas redes sociais, a verdade é que não escreveria nada. Normalmente prefiro assumir uma postura mais reservada e tento não expor a minha vida pessoal. Mas se me pedisses algo mais intimista como, por exemplo, escrever numa folha de papel, provavelmente dir-te-ia que sou inconformada e, por isso, aventureira; que, embora toda a minha vida tenha sido engenheira florestal, me tenho vindo a deixar levar pelo meu lado criativo; que sempre fui muito independente, mas que o meu sorriso não vive sem família e amigos; e que, por ser uma assumida amante de chocolate, me tornei uma Artesã de Pedaços de Cacau deliciosos. 

O empreendedorismo está a revelar-se uma doce aventura? 
Doce não... Agridoce. Ser empreendedora é, sem dúvida, uma grande aventura  mas não um conto de fadas. Isto foi um salto para o desconhecido que mudou a minha vida, tanto na dimensão profissional, como na pessoal. O mundo da gestão empresarial é completamente novo para mim, e obriga-me a descobrir-me melhor todos os dias, a sair da minha zona de conforto e a ultrapassar desafios. O meu dia-a-dia é, mais do que nunca, feito de aprendizagem constante. E porque o futuro é sempre uma incógnita, é difícil desligar  e este é o fator "agri" da coisa. Mas é muito motivador sentir que o nosso trabalho é reconhecido e, pela primeira vez na minha vida, sei o que é sentir isso. Afinal, andei aqui às voltas e, feitas as contas, sim: o saldo é bastante positivo e está a ser uma doce aventura, que estou a adorar. 

A estrela no Great Taste Awards era o sinal que precisavas para trocar o certo pelo chocolate? 
Ainda antes de termos recebido esse prémio, no ano passado, o bichinho já estava cá dentro a crescer, a crescer... A verdade é que eu não estava feliz no meu local de trabalho, e quando percebi que aquilo que eu achava que era um hobby  a Pedaços de Cacau  estava a ter uma grande recetividade, vi que estava ali um caminho alternativo. Mais arriscado, mas, ao mesmo tempo, muito mais compensador. À medida que me fui apercebendo disso, comecei a dar pequenos passos nessa direção e, ainda antes de receber a estrela no Great Taste Awards, já tinha começado a "profissionalizar" a marca, renovando a imagem e apostando mais em comunicação. Nesse sentido, essa distinção internacional, a juntar às do Concurso Nacional de Chocolates Tradicionais, veio incentivar uma decisão que já estava tomada.

Deixaste a profissão mas a preocupação ambiental mantém-se, verdade? 
Sim, é verdade. Trabalhei 13 anos enquanto engenheira florestal, como tal, esta profissão é, também, inevitavelmente, um pedaço de mim. Isso reflete-se nos valores pelos quais rejo o meu negócio, assentes numa genuína preocupação ambiental. O melhor exemplo disso está na escolha da matéria-prima: utilizamos um chocolate que provém de plantações de cacau sustentáveis na África Ocidental.

Resiste-se a tanto chocolate por perto? 
Quem resiste a um pedaço de chocolate? Eu não, definitivamente. E duvido bastante de quem afirma o contrário... Sou uma viciada em chocolate e, por isso, todos os dias tenho de comer um pedaço, geralmente das tabletes com 72% de cacau. É uma espécie de terapia inspiradora. Costumo resistir aos bombons, mas se me virem a devorá-los é porque ando muito atarefada.

Qual a mistura de ingredientes mais inusitada que já fizeste e que no final até resultou?
A mistura mais inusitada que fiz até agora foi o bombom com recheio de manjerico. Tal como a maior parte das pessoas, de início, mesmo antes de provar, não acreditei que fosse funcionar, mas fiquei surpreendida com a harmonia entre o chocolate e o manjerico. Um sabor que de início se estranha, mas que nos conquista fácil e rapidamente. O chocolate é bom durante todo o ano e o manjerico, por ter um sabor fresco e persistente, é perfeito para as noites quentes de verão com um Vinho do Porto Vintage. Até agora só tenho recebido elogios ao novo bombom da Pedaços de Cacau que vai estar na loja online só durante o verão.

Podem encontrá-la aqui: 
100 days of women © 2017