#54 MARGARIDA BALSEIRO LOPES

14 julho, 2017


Margarida é Secretária-Geral da JSD e aos 26 anos foi a mais nova Deputada a ocupar um lugar na bancada do PSD na Assembleia da República. 

Se este fosse o teu perfil de uma rede social o que escreverias na área 'Sobre ti’?
A frase de um dos poemas de Álvaro de Campos de que eu mais gosto: tenho em mim todos os sonhos do Mundo. 

Recordas a sensação de falar pela primeira vez na Assembleia da República? 
A sensação ainda se mantém sempre que falo: um nervosismo e um frio na barriga até terminar a intervenção. 

Numa família maioritariamente de esquerda, tu viraste à direita. Alguma tentativa de te fazerem mudar de ideologia? 
Nada disso, aliás se o fizessem o resultado seria nulo. Sempre discutimos e falámos abertamente sobre política nos nossos serões em família, sem que algum de nós tentasse impingir uma opinião ou ideologia única. 

As gerações mais novas têm um desencanto em relação à política ou aos partidos? 
Em relação aos partidos. Mas muito preocupadas com aquilo que os rodeia. Indignam-se, opinam, envolvem-se em movimentos e associações e preocupam-se com os outros. Quem diz o contrário é porque não as conhece. 

Nas últimas eleições fez-se história com um terço dos lugares a serem ocupados por mulheres. Esquerdas e direitas à parte, a igualdade de género na política está a ganhar? 
Está. A passo de caracol mas está. 

Ao fim de dois anos de mandato o título de 'benjamim' já não se aplica a ti? Cresce-se enquanto se luta pelo que se acredita? 
Estou naturalmente mais velha, tal como todos os outros ;) Cresci muito e sinto-me realizada naquilo que faço. E mais importante do que tudo, continuo a achar que conseguimos - de facto - mudar o Mundo.

Podem encontrá-la aqui: 
100 days of women © 2017