#48 Ana Novais

08 julho, 2017


Aos 12 anos já colecionava receitas que ainda hoje guarda com carinho. A comida é desde cedo uma das suas grandes paixões e aquela a que Ana se decidiu dedicar profissionalmente. É food blogger, gere o Petiscos e Miminhos, um serviço de catering no Porto, e ainda pisca o olho ao foodstyling ou não fosse ela formada em realização plástica do espetáculo.

Se este fosse o teu perfil de uma qualquer rede social o que escreverias na área 'Sobre ti’?
Chamo-me Ana Novais, vivo no Porto. Desde cedo que a comida é uma das minhas grandes paixões, adoro cozinhar para mim mas sobretudo para os outros. A vida é feita de pequenos momentos e tento apreciar cada um deles, preferencialmente rodeada das pessoas que mais gosto e de coisas bonitas.

Quando é que percebeste que era entre tachos que te sentias bem? 
Comecei a cozinhar bastante cedo. Aos 12 anos comecei a colecionar receitas num caderno piroso azul bebé com borboletas, daí parti para a cozinha e durante o fim-de-semana experimentava as receitas. Portanto, desde essa altura que me sinto bem rodeada de tachos e panelas (ainda tenho o caderno!)

Que ingrediente/alimento nunca falta na tua cozinha? 
Nunca pode faltar azeite, um bom azeite de qualidade faz milagres! Estou convencida que não há nada no mundo tão bom e tão versátil como um bom azeite, aliás tudo fica melhor (ou quase tudo) com um fiozinho de azeite extra-virgem. 

Um petisco de que gostes particularmente? E um miminho? 
Não consigo apontar apenas um, é demasiado difícil, mas posso escrever uma lista extensa de petiscos e miminhos que gosto. No departamento dos salgados acho que a simplicidade é o segredo, um bom pão, queijos variados, verduras, são os melhores petiscos. No que toca a miminhos qualquer coisa com chocolate!

Cozinhar, empratar e fotografar assemelha-se em algo ao preparar de um cenário? 
De certa forma sim, especialmente a parte do foodstyling. Tal como num cenário estamos a ajudar a contar uma história, a criar um universo e a tentar passar uma mensagem através de imagens. 

Com tanto buzz à volta da culinária, ainda se conseguem inventar novas receitas? 
Acho que em qualquer área é difícil criar coisas realmente novas e únicas, acho que o segredo está no reinventar, ou seja, criar a nossa própria interpretação das receitas maravilhosas que já existem.

Podem encontrá-la aqui: 
100 days of women © 2017