#27 Bárbara R.

17 junho, 2017


Descobrimos na Bárbara dois grandes amores: o design e a ilustração. É co-fundadora da Associação de Ilustração, foi nomeada para Melhor Autora no ART BOOKS WANTED International Award e lançou recentemente 'O sol da Sra. Azul', um livro ilustrado que aborda o preconceito, o esquecimento, o abandono e a solidão.

Se este fosse o teu perfil de uma qualquer rede social o que escreverias na área 'Sobre ti’? 
(É engraçada a pergunta porque tenho de alterar isso nas redes sociais (risos)). 
O meu nome é Bárbara e sou designer de comunicação e ilustradora. Neste momento trabalho na área de design de eventos, ilustração têxtil e editorial. 
Os livros e as viagens sempre estiveram presentes na minha vida. Cresci rodeada de verde, com montanhas por perto e o mar ao lado. Já vivi em vários sítios e agora voltei ao Porto, a cidade que sempre me encheu o coração e onde estou a magicar projetos para o futuro!

O papel é uma terapia? 
Sim, desde miúda que tenho a necessidade de viver rodeada de livros e papéis. Sempre que estou stressada ou sem inspiração, entro numa livraria ou numa papelaria e é como tomar um comprimido para a felicidade. Sou daquelas pessoas que não compra um livro se não gostar do papel ou estiver mal paginado.

Ainda recebes propostas para trabalhar de graça? 
Infelizmente as pessoas em Portugal ainda não entendem que apesar de a profissão de designer ou ilustrador parecer ser divertida, é uma profissão. Ainda há muita gente a pensar que temos super poderes e que não precisamos de comer. É uma luta que nos tira bastante energia, e em que passamos demasiado tempo a explicar e defender o nosso trabalho. 

Entre o design gráfico e a ilustração para onde pende a balança? 
Não pende, acho que são duas áreas que se complementam. Depende sempre do projeto, ultimamente os projetos de ilustração têm sido mais divertidos.

Há muitas pessoas à procura do sol?
Sim, infelizmente há muitas pessoas a viverem na solidão e outras tantas que não têm a sensibilidade de as abraçar. O meu livro “O Sol da Sra. Azul” é um texto meu, sobre uma senhora que eu conheci. Aquela história mexia muito comigo porque não entendia como as pessoas podiam ser tão frias! Achei que devia fazer alguma coisa que passasse essa mensagem e logo que tive oportunidade desenvolvi o livro. Espero que as pessoas entendam a mensagem e que fiquem mais sensíveis para este problema.

Ser nomeada para Best Author's Book no ART BOOKS WANTED International Award faz bem ao ego e traz oportunidades profissionais?
O livro “Partir é Deixar, Deixar é Partir” foi um projeto que me deu bastante gozo desenvolver. É um tema que me diz bastante e achei que era um bom tema para o projeto de mestrado. Vi esse concurso um dia antes de as candidaturas terminarem e resolvi enviar o livro. Fiquei contente com a nomeação, claro, é sempre bom quando reconhecem o teu trabalho! Entretanto já fiz algumas exposições com as ilustrações do livro e ainda não desisti da ideia de o publicar.

Podem encontrá-la aqui: 
100 days of women © 2017