#13 Vera Maia

03 junho, 2017


Consultora de Marketing Digital e E-commerce, Vera Maia é uma das principais especialistas da área em Portugal. Antes de se tornar docente e empreendedora ajudou ao aumento das vendas da marca Salsa, onde juntou duas paixões: marketing e moda.

Se este fosse o teu perfil de uma qualquer rede social o que escreverias na área 'Sobre ti’?
Mãe do Vasco, empreendedora, sonhadora mas sempre com os pés assentes na terra. Apaixonada pelo Marketing e pelas potencialidades do Digital, sem nunca esquecer as relações humanas.

Ainda piscas o olho à moda?
Sim, ainda é uma das minhas grandes paixões, embora agora, com o volume de trabalho e um bebé tenha menos tempo para me dedicar à pesquisa de tendências e marcas, como antigamente.

O e-commerce é o verdadeiro big brother do nosso tempo? 
O e-commerce utiliza os dados com o intuito de gerar vendas, no entanto, apenas se acrescentar valor à vida das pessoas é que se torna relevante. Por este motivo, não basta apenas temos acesso aos dados mas também ter a capacidade de os analisar e que produzir mais valor para os clientes a partir destes dados. Um exemplo são as campanhas automatizadas, seja por email, em site ou nas redes sociais comparando com campanhas genéricas em que todas as pessoas são impactadas na mesma forma. Sem dúvida que a personalização é o caminho para se aumentar frequências médias de compra, fidelização de clientes, entre outros.

Ainda te cruzas com marcas que dizem 'não' ao marketing digital? 
Algumas marcas ainda acreditam que o digital não é para elas; seja por tipo de segmentação de mercado ou por falta de visão. Lentamente isto vai mudando. Sinto maior resistência ao e-commerce em empresas que possuem uma rede de distribuição e que não querem "fazer concorrência" aos seus clientes. Eu não concordo com este ponto de vista mas compreendo-o.

Receber o 'Óscar do Marketing Digital' deu direito a discurso de agradecimento?
Sem dúvida que foi o reconhecimento do meu trabalho e fico muito agradecida por isso.

Agora que és mãe vês o marketing infantil com outros olhos? 
O Vasco ainda é muito pequenino por isso ainda não senti muito o impacto da comunicação para crianças - principalmente nos canais dedicados à programação infantil. Senti sim, enquanto grávida, o impacto do marketing conjugado com as hormonas femininas. É uma fase fantástica mas na qual, muito facilmente, compramos tudo e mais alguma coisa porque nos dizem que será importante para o bebé. Felizmente consegui ter uma dose racional - mas nem sempre :)

Podem encontrá-la aqui: 
100 days of women © 2017